O GLib é uma biblioteca multiplataforma, é uma biblioteca de uso geral que disponibiliza vários tipos de dados, macros, funções para conversão de tipos, utilitários para manipulação de strings e de arquivos, um laço de eventos, além de outras implementações.

Se ainda não colocou o o python e o GCC que estamos usando no path, faça isso usando o seguinte comando no shell do Msys2:

~/qemu-delfino/ $ PATH=/c/Python27:/c/Python27/DLLs:$PATH
~/qemu-delfino/ $ PATH=/mingw64/bin/:$PATH
~/qemu-delfino/ $ export PATH

Digite o comando abaixo para se certificar que está tudo funcionando:

~/qemu-delfino/ $ python --version
Python 2.7.11

Compilando a biblioteca zlib

~/qemu-delfino/ $ git submodule update --init zlib
~/qemu-delfino/ $ cd zlib
~/qemu-delfino/ $ make -f win32/Makefile.gcc \
                            PREFIX=x86_64-w64-mingw32- \
                            INCLUDE_PATH=/mingw64/include \
                            LIBRARY_PATH=/mingw64/lib \
                            BINARY_PATH=/mingw64/lib \
                            install

Compilando a biblioteca glib

GLib não pode ser confundida com GLIBC.

GLib também era muito associada ao projeto GTK+ e confundida como uma biblioteca gráfica para evitar isso, foi separada do projeto na versão GTK+ 2, assim ela é agora independente.

Compilando a Biblioteca Glib

Para compilar a Glib com sucesso é fundamental ter o Python 2.7 instalado, certifique-se disso como foi apresentado no primeiro passo e volte para continuarmos.

Não use outra versão além do Python 2.7.

Veja que para compilá-la precisamos de passar diversas variáveis parametrizadas conforme nosso ambiente e as novas bibliotecas, assim comece digitando:

~/qemu-delfino/ $ export LIBFFI_CFLAGS='-I /mingw64/lib/libffi-3.99999/include'
~/qemu-delfino/ $ export LIBFFI_LIBS=-lffi
~/qemu-delfino/ $ export lt_cv_deplibs_check_method="pass_all"
~/qemu-delfino/ $ export CFLAGS="-O0 -g -pipe -Wall -mms-bitfields -mthreads -I/mingw64/include"
~/qemu-delfino/ $ export CPPFLAGS="-DG_ATOMIC_OP_USE_GCC_BUILTINS=1"
~/qemu-delfino/ $ export LDFLAGS="-L/mingw64/lib "
~/qemu-delfino/ $ export LINGUAS="en pt pt-br"
~/qemu-delfino/ $ export GNULIB_SRCDIR="~/qemu-delfino/build/gnulib"  
~/qemu-delfino/ $ export GNULIB_TOOL="~/qemu-delfino/build/gnulib-tool"

Vamos entender algumas coisas importantes, primeiro a versão escolhida, como ao compilar a nova biblioteca fizemos uma versão compilada localmente, mesmo que sem alterações, ela não é uma versão oficial, então ela usou a numeração 3.99999 para identificar esta versão. por isso o diretório informando na primeira variável para a biblioteca ficou sendo /mingw64/lib/libffi-3.99999/include'.

Agora vamos obter o glib em nosso repositório:

~/qemu-delfino/ $ git submodule update --init glib

E atualizar seus scripts de configuração:

~/qemu-delfino/glib $ cd glib
~/qemu-delfino/glib $ export GNULIB_SRCDIR=../gnulib 
~/qemu-delfino/glib $ export GNULIB_TOOL=../gnulib-tool 
~/qemu-delfino/glib $ ./autogen.sh
~/qemu-delfino/glib $ cd ../build
~/qemu-delfino/build/ $ mdkir glib
~/qemu-delfino/build/glib $ cd glib
~/qemu-delfino/build/glib $ ../../glib/configure \
            --prefix=/mingw64 \
            --with-pcre=internal \
            --disable-static \
            --enable-silent-rules \
            --with-libiconv=gnu \
            --build=x86_64-w64-mingw32 \
            --host=x86_64-w64-mingw32 \
            --target==x86_64-w64-mingw32 
            
~/qemu-delfino/build/glib $ make
~/qemu-delfino/build/glib $ make install

Clique aqui para a próxima etapa.


Carlos Delfino

Escrito por:

Analista de Redes Windows e Linux, Analista de Desenvolvimento em diversas linguagens, incluindo para Microcontroladores, Consultor, mais de 20 anos de experiência no mercado de TICs

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em