Cientistas do MIT a muito tempo já desenvolveram métodos para controlar funções de bactérias unicelulares, porém tal estratégia leva anos para se construir um sistema viável, em 2016 os pesquisadores desenvolveram uma linguagem que torna isso viável em horas.

Com base numa linguagem similar a Verilog usada em FPGA é possível sintetizar circuitos em DNA que são injetados em bactérias e até mesmo em plantas que passam a agir conforme a programação.

De calculadoras especializadas a bactérias que podem ser usadas para cirurgias sem serem invasivas, construção de nano-robôs e muito mais.

Abaixo alguns links sobre o tema:


Carlos Delfino

Escrito por:

Desenvolvedor e consultor para projetos com Microcontroladores e Mobile

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em