Você gostou do post,
concorda com minhas ideias,
quer mais?
Curta o post no final da página, use o Disqus, compartilhe em sua rede social. Isso me ajuda e motiva, trazendo cada vez mais conhecimento, resumido e prático. Obrigado.

Tenho observador alguns candidatos a Vereador em 2020 em especial na cidade de Aquiraz e tenho visto que julgam ser apenas Ouvidores do povo.

O Trabalho do ouvidor é receber as queixas dos cidadãos e encaminhar adequadamente aos setores, entregando respectivos representantes e lideres, oficios que solicitam detalhes conciliatórios e solução da demanda quando assim convier. Dando assim um prazo para retorno e possível esclarecimento do que será feito ou porque não será feito.

Infelizmente não temos uma lei que seja respeitada quanto a subordinação dos questionados ao trabalho do ouvidor, o que traz pouco efeito a este trabalho, muita vezes se tornando um protocolo, que traça boas praticas de relação, porém quase nenhuma eficácia para o cidadão, o que leva a uma falta de credibilidade.

Neste ano de 2020 tenho acompanhado as eleições de Aquiraz mais de perto, desde que cheguei a cidade tenho observado os vereadores, me retrai um pouco devido a práticas provincianas e devido ao resticio de coronelismo que ainda povoa as ações do serviço Público Aquiraense em todas as esferas, principalmente o legislativo, que se torna pouco eficiente neste senário, já que se torna apenas um serviço social assistencialista do município, filtrando as demandas do povo e retornando com assistencialismo para acalmar as insatisfações e realização ações quando do interesse dos que detêm o poder politico e financeiro do município.

Nas eleições que já estão se aquecendo percebi que os todos os vereadores que consegui obter algum tipo de informação seguem o mesmo modelo, até mesmo quando dizem ser ferrenhamente contra a velha politica, porém não trazem nada de concreto para se estabelecer uma nova abordagem que amadureça as ações do legislativo trazendo um novo horizonte a cidade.

Em conversas, sejam iniciadas por mim ou por pré candidato, tenho visto as mesmas abordagens e propostas, nada que diferencie um vereador de outro, a não ser sua ligação com um grupo politico X ou Y, nada que defina um comprometimento com uma escolha objetiva, um método eficaz de ação. Todos os pré candidatos prometem a mesma coisa, ouvir o povo e buscar sanar suas mazelas com o cargo pretendido. Melhorias na saúde, na educação, alguns citam o empreendedorismo como opção, mas não definem como irão desenvolve-lo. Esteja o pré candidato ocupando hoje um cargo ou não, o que é pior pios já ocupa o cargo faz alguns anos mas falam como se fosse a primeira candidatura. E quando em sua primeira candidatura ou mesmo repetindo tentativas, acreditam eles que se unindo a um poderoso terá mais voz ativa do que tem hoje em sua comunidade, quando tem, assim vão dançando a dança das cadeiras mudando a origem do poder econômico.

Eu pedi aos vereadores, e tal pedido continua de pé, que me envie suas propostas que definem que ele sejam a melhor escolha para meu voto, não fiz isso porque me acho um especialista politico e de projetos, sejam urbanísticos e de empreendedorismo, apesar de meus estudos neste segundo tópico, mas é meu voto e ele merece respeito tanto quanto cada cidadão nesta cidade, tanto quanto qualquer voto sincero de qualquer cidadão. Meu voto é pelo bem estar do povo que faz Aquiraz, pela sua transformação, seu amadurecimento, sua qualidade de vida.

Eu me surpreendi pelo interesse de alguns na participação politica, até mesmo porque faz 4 anos que procuro uma forma de contribuir socialmente com o município e não foi só um que disse que minhas disponibilidade não era de interesse do município. O que me fez retrair a uma posição mais critica e menos ativa. E confesso que me atrai nestas eleições a permanecer nesta posição, quem sabe nas próximas eleições municipais daqui a 4 anos eu participe mais já que agora há tal abertura, sendo assim aqueles eleitos se estiverem em sintonia com minhas percepções e valores, poderei participar em seu governo. Vejamos o quanto Altruístas são tais candidatos.

Eu insisto no desejo de ler e criticar cada proposta de cada vereador, claro dentro de minhas limitações de tempo, entendimento, e aprendizado político, aprendizado ressalto para boas práticas, não para a velha política muito menos para esta política da “Direita Delirante” que mais ataca e culpa do que faz.

Bem, abaixo listo alguns parâmetros que julgo fundamental num plano de candidatura ao Cargo de Vereador para 2021 a 2024:

Biografia do Candidato

Eu, e tenho certeza que todo eleitor, gostaria de conhecer a história do candidato, sua atuação na comunidade que vive, suas referências sociais polìticas e religiosas.

Se o mesmo é empresário, a quanto tempo, o setor que atua, se tem funcionários e como investe em sua empresa e seu corpo de colaboradores de for o caso.

Se atua na comunidade, como o faz, qual o objetivo de seu projeto e as origens de seus recursos para executa-lo. Se há uma ligação política ou não e quais são. A transparência em projetos sociais é fundamental.

A soma, o mix, de tais informações acredito ser suficiente para me ajudar a perceber quem é o candidato com pessoa, profissional, líder e claro legislador municipal.

O Tema ou Os Temas que pretende focar em seu mandato.

Não há dúvida que, Saúde e Educação são a base de todo mandato, mas também temos, transporte, cultura, empreendedorismo, segurança, moradia, politicas públicas para a juventude ou para mulher, politicas para os portadores de deficiências ou necessidades especiais, que podem ser ditos de formas simples ou mesmo através de palavras complexas. Muito mais que representar o povo no interesse que lhe faz candidatar, o candidato deve assumir em seus texto que irá lutar pela dignidade do povo”.

É fundamental que o candidato ao cargo de vereador tenha um tópico que será seu carro chefe, e que se comprometa oficialmente com tal tópico que resista a tentação de colocar em destaques outros temas para obter apoio ou atrair atenção ou pior verbas para sua campanha.

Detalhar como atuará em cada Tema

Buscando defender sua candidatura, o candidato deve descrever as ações que pretende tomar, muito além de ouvir o povo e solicitar por oficios, reforçando o assistencialismo, este deve se posicionar politicamente, através de conexões com politicas públicas do estado, da federação e claro, conectar-se a iniciativas de politicas sociais propostas por grandes empresas e entidades, como exemplo podemos dizer empresas como SpaceX, Nasa, Bradesco, MicroSoft, Santander, Itaú, até mesmo Vale, e entidades associativas/sociais como GIFE, ONU, Sebrae e similares que desenvolvam projetos que possam se conectar ao interesse do município para o crescimento e solidez moral e social do munícipe seja ele filho ou não da terra.

Aproveitando o momento, é fundamental entender que nossa sociedade é construída por imigrantes, nosso pais se consolidou pela junção de povos, e o discurso preconceituosos que o filho da terra é melhor, é perigoso e fecha portas para o mundo que pode se unir e contribuir para crescer nossa cidade, lembrando que vivemos principalmente do turismo, então o filho da terra não consegue sozinho manter a cidade, e fechar as portas a quem respeitosamente valoriza a cultura local e quer ver o munícipe nativo ou não crescer é muito perigoso e um jogo sujo. É importante observar que toda proposta de política pública que não preserva a cultura local, a história dos filhos da terra que precisa ser preservada e valoriza é preocupante e deve ser rechaçada.

Projetos específicos

Se o candidato já tem algum projeto específico que pretende defender, e mais que adequado que exponha tal projeto, sabemos que o risco do mesmo ser plagiado, deformado, e criticado, já a critica é sempre perfeita seja de que forma venha, o importante é ser ouvida com maturidade e interpretada de forma a filtrar o que pode contribuir realmente para melhorar-lo.

É importante no projeto constar os apoiadores, caso não seja o momento de tal divulgação, escolha os parceiros certos para compartilhar tal informação.

Procure apresentar no projeto a região especifica que pretende trabalhar, se o projeto pode ser replicado livremente, busque definir o cenário atual e o que faz o projeto ser relevante para tal cenário, e procure trazer indicatívos sociais que valorize o projeto.

Se não tem um projeto, procure alinhar sua proposta de candidatura com projetos existentes de preferência em sua comunidade, relate o apoio das lideranças e como pretende atuar junto a elas para ampliar tais projetos e como ele irá impactar a sociedade e mais uma vez repeito traga indicativos sociais que valorize o projeto, mostrando como ele poderá ser medido e qualificado como bem sucedido.

Nem todo projeto dá certo, certa de 95% dos projetos não conseguem atender seus indicativos objetivados porém é preciso defini-lo e é preciso ajustar o projeto no transcorrer do mandato, procure identificar os pacotes que serão entregues no projeto, alguns prazos sem medo de se comprometer e use estes marcos para se orientar nas ações paralelas e lembre-se de sincronizar o projeto com eventos relevantes da cidade e das politicas públicas do governo nas diversas esferas.

Muitos projetos podem ser paralelos a política pública, porém cuidado quanto a projetos específicos de grupos sociais, principalmente grupos religiosos, porém se for para trazer o mesmo direito a todos os grupos é valiosos, se for para privilegiar um grupo em detrimento de outro, não é boa ideia. O Projeto sempre deve buscar o equilíbrio social.

Conclusão

Como cidadão, as palavras acima expressão minhas expectátivas, longe de ser um manual de procedimentos ou um conselheiro político, apenas visa indicar as expectátivas que tenho quando peço a um pré-candidato que me envie um seu plano de candidatura. Com ele pretendo conhecer e entender o que move o político. Este texto será expandido de forma pedir mais informações conforme ocorre o milagre de me enviarem tais planos, não vou relatar quantos recebi, se recebi, só sei que é difícil. Pois a impressão que passam que acreditam que apenas o fato de terem acesso ao título de Vereador seus problemas sociais começaram a se dissipar por estar lá. Sabemos que não é assim, talvez tudo irá no sentido contrário e tudo se tornará um grande dilema moral.

Você gostou do post,
concorda com minhas ideias,
quer mais?
Curta o post no final da página, use o Disqus, compartilhe em sua rede social. Isso me ajuda e motiva, trazendo cada vez mais conhecimento, resumido e prático. Obrigado.

Carlos Delfino

Escrito por:

Desenvolvedor e consultor para projetos com Microcontroladores e Mobile

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em