Sempre procurei colegas e até especialistas para me ajudar no uso do Canvas, e percebi que é uma ferramenta dominada por poucos, mas muito intuiva, portanto o que ocorre é que cada um a percebe de uma forma diferente.

Antes de tudo, quero deixar claro que NÄO pretendo fazer aqui um tratado, muito menos tornar esta página a maior refêrencia sobre o assunto, pretendo apenas dar um norte com meu proprio manuscrito (digitado na verdade) sobre o que é preciso para ter sucesso no canvas.

Ideia

Sim ideia, se você não tem uma ideia, e pior não tem a mínima ideia do que quer fazer já começou mal, não adianta querer copiar alguém ou fazer porque outro está fazendo e tem sucesso, é preciso ter uma boa sacada, uma ideia que torna sua oferta melhor que as outras; Isso pode ser intuitivo, ou seja aquela sensação: “Eu posso fazer algo diferente que está faltando ai e sei o que hé”.

Mas nada adianta simplesmente achar que você é “O Cara” e vai se dar bem porque viu algo errado no outro, ou que no outro projeto falta algo que você quer, pode até ser um ponta pé inicial a sua ideia, mas antes coloque ao máximo a prova, e o canvas é um bom caminho a se começar, não tenha medo dele.

E claro que precisa ter a ideia do que está fazendo, procure entender do negócio, reunir informações como legislação, como funciona o mercado, a quem atende e os custos envolvidos e tudo mais que falaremos a seguir.

Apartir daqui não importa o contexto de sua ideia, a chamarei de projeto, seja um negocio, um software, uma mudança em sua vida, um sonho de compra, uma campanha política.

O desenvolvimento do Canvas

Como veremos a seguência de preenchimento do Canvas não segue uma linha linear e simplesmente crescente, o Canvas é um organismo vivo que deve estar pregado a sua frente em sua sala de guerra, aquele lugar que você se fecha para pensar, pode ser qualquer lugar, seja no quinta da sua casa, no seu quarto ou por ai, mas precisa ser um lugar que você pode esticar seu canvas e atualiza-lo, e não se esqueça de manter as copias antigas.

Se estiver fazendo no papel tire fotos ou reescreva com auxilio de algum software, falarei deles mais tarde,listado os no final deste post.

Por hora use uma folha a 4 ou imprima a imagem que será aprsetnada.

Você pode começar por qualquer bloco do Canvas.

Então Você teve a ideia, dê um nome para esta sacada e dê o nome do quadro com ela, facilitando assim identifica-lo entre outras ideias. (um empreendedor tem sempre diversas ideias, guardadas na gaveta, alguams em pastas para organizar, uma analogia a estrutura de armazenamento seja digital ou não)

Proposta de Valor

Sugiro que comece escrevendo no quadro “Proposta de Valor” (Value Proposition), lá você vai escrever o que pretende fazer e qual seu diferencial, porque seu produto é melhor que os demais produtos oferecido no mercado, proque sua empresa terá sucesso, por exemplo:

“Ofertar serviços de excelência e auto nível em consultoria em TI e Gestão de projetos”

“Ofertar serviços de excelência e auto nível em treinamentos de temas avançados em programação com microcontroladores”

“Os cursos contaram com avançado conteúdo”

“O material será esclusivo”

“Material produzido e adaptado conforme o perfil dos grupos de treinamento e consultoria”

VOcê pode resumir um pouco a descrição da proposta de sua idéia, para um pequeno título e então descreve-la em detalhas no corpo do post-it

Use Post-its coloridas para identificar as importantes e faça uma numeração para indentificar a prioridade, procure associar as cores com outros itens do quadro como custo, e relação como cliente.

Opá, mas o que um Post-It tem ver com isso?

Então como foi dito anteriormente o ideal é fazer um quadro que esteja em um local onde você pode dedicar tempo e analisar continuamente o que tem desenvolvido de seu modelo, e assim amadurece-lo.

Para isso, você pode imprimir uma imagem, como esta a seguir, em uma gráfica rápida em formato banner ou mesmo em sua impressora e a cada passo no desenvolvimento de seu canvas ir colocando os Post-Its em cada quadro.

Canvas, Obtido no manual do SEBRAE Imagem obtida no manual do SEBRAE.

Cada Post-It deve ser um tópico de seu plano, você pode e deve colocar título que resuma bem o que deseja expressar, e no corpo do post-it detalhar, use apenas um post-it por tópico, você intuitivamente entederá porque.

Use também cores para relacionar tópicos complementáres e que se interagem, para atingir o sucesso de seu projeto. Lembre-se tudo é um projeto, um projeto de vida, um projeto de empresa, um projeto de software, um projeto de espanção, um projeto de um novo produto IoT, um projeto politíco, um projeto social.

Missão Visão e Valores de seu projeto, mais essa?

Se você já promoveu a definição de Missão, Visão e Valores de uma empresa ou projeto, deve ter percebido que desenvolver a Proposta de Valor é algo que intercede com estes conceitos e pode contribuir futuramente ou vice versa.

Mas não pense que seja a mesma coisa, Proposta de Valores são conceitos que devem ser amadurecidos conforme é feita a analise de seu modelo de projeto no Canvas, mas podem ser usadas como referência e um norte tudo depende de quais já estão bem solidificados.

E qual sería o próximo passo

Não existe o próximo passo.

Bem, não é que não exista outro passo, eu quero dizer que não é preciso que você siga passo a passo a criação do canvas.

Você pode fazer um brainstorm (falaremos mais logo a seguir) de um homem só ou com seus sócios no projeto que está desenvolvendo.

Vamos partir para outro bloco e ver como preenche-lo, eles são muito intuitivos e tudo com a prática vai se tornado bem simples.

Como escolher o próximo passo

Bem para isso precisamos aprender um pouco mais sobre o Quadro ou como é mais conhecido no setor de TI, Canvas.

Ele é normalmente dividido em nove Blocos agrupados em 4 Seções, cada seção responde as seguintes perguntas:

O que?

Como?

Para quem?

Quanto

Vejamos a imagem novamente obtida no site do SEBRAE:

Canvas, Obtido no manual do SEBRAE

Opa, vemos ai outra semelhança com algumas técncias já conhecidas por quem já desenvolveu algum tipo de projeto, são os W, sejam 5W 6W, entre outras variáções.

Mas podemos considerar que o principal seja conseguir responder os 5W2H:

Who? (Quem?) What? (O quê?) Where? (Onde?) When? (Quando?) Why? (Por que?) How to? (Como?) How Much? (Quanto?)

As 4 seções quando observadas do ponto de vista dos blocos ajudará a responder todas estas questões.

Ao amadurecer o Canvas e possível que perceba já nos primeiros ajustes, pontos fortes e fracos, e as oportunidades e ameaças tanto de seu projeto, proposta de negocio ou mesmo como profissional.

Ou seja o uso do Canvas ajuda a construir uma técnica de analise chamada SWOT ou em português FOFA, o que podemos ajustar o Canvas para este uso e chama-lo assim de SWOT Canvas.

Bem, como você já percebeu o Canvas, é um Quadro! e há diversos modelos que podem ser usados com diversas técnicas de gestão e planejamento, seja de um negócio, de qualquer tipo de projeto, seja de software, site, social, comercial ou mesmo pólitico (há como seria bom se nossos póliticos aprendessem a planejar, mas isso é um reflexo do costume de nosso pais, não fazer nada planejado).

Um bom site para ver os diversos tipos de canvas é o Cavanizer, o link está no final do post. Alguns destes modelos podem ser feitos diretamente, resumidos do amadurecimento de seu Canvas de Negocio ou de Projeto, ou vice versa. Não vou deixar esquecer que o Canvas é um artefato vivo e deve acomapnhar seu planejamento e execução de sua proposta, sendo sempre ajustado, mas sem peder o foco.

Observer que, o SEBRAE trata mais do Bussines Canvas, nosso objetivo é lidar o Project Canvas, a diferneça é conseitual.

O Brainstorm

Falamos logo acima sobre o Brainstorm, que é uma prática como o nome sugere no qual fazemos uma tempestade de conceitos e propostas que devem ser anotadas de forma aleatória e pregadas no entorno do Canvas, tudo que já pensou sobre sua ideia, que possa responder as perguntas comentadas acima, devem ser anotadas, e as que não responde também (elas podem fazer sentido futuramente, se forem importantes ou não para você).

O Brainstorm pode ser feito sozinho, com seus sócios, com ajuda de colegas de profissão, com uma consultoria ou outro profissional de apoio, como um consultor em determinado campo que você não domina e será necessário para seu sucesso.

Mas eu preciso contratar um profissional para ajudar?

Você descobrirá se precisa contratar algum profissional e qual tipo de profissional quando começar a fazer seu Canvas.

Será um ponto fraco de seu negocio e ai já descobrirá a necessidade de contratar profisisonais para apoia-lo.

Neste ponto você já pode fazer um segundo canvas, mas ai você pergunta:

Mas eu só prenchi um bloco até agora, e estou com um monte de papeizinhos cortados (ou post-it) anotados na mão! vou ter que fazer outro Quadro?

Deixe estes papeizinhos no entorno de seu Canvas, ou se tiver uma área para Brainstorm deixe lá o que não puder transferir para seu Canvas SWOT (FOFA), que é nada mais que um quadro (quadrado) divido em quadro partes, ou quadrantes identificados da seguinte forma:

  • Pontos Fortes;
  • Pontos Fracos;
  • Oportunidades
  • Ameaças

Veja um quadro SWOT obtido no site :

Canvas, Obtido no site Business PT

Por exemplo nas conversas que desenvolvi com pessoas que desejam me contratrar para contribuir em seus projetos, eu identifiquei de imediato:

Pontos Fortes
  • Dominam o setor que desejam empreender;
  • Ou são profissionais que atuam no setor, mesmo que sejam funcionários;
  • Possuem desejo empreendedor;
Pontos Fracos
  • Veem outro idioma como um grande limitador;
  • Desistem diante de desafiso que estejam em nixos diferentes do que conhecem. como o idioma ou aprender novas tecnologias;
  • Pouquisimo conhecimento de eletrônica, aparentam ter conhecimento;
  • Julgam ter tido uma grande ideia inovadora;
  • Falta de pesquisa da concorreência;
  • Falta de fazer o canvas por desconhecimento ou achar que não é necessário para seu projeto;
  • Possuem poucos recursos para investimento;
Oportunidades
  • Muitos Investidores Anjos;
  • Um mercado crescente;
  • Um mercado com grande ofertas para novas iniciativas e jovens empreendedores (Startups);
  • Diversos cursos de inglês e ferramentas grauitas de tradução na internet
Ameaças
  • Muitos concorrentes com a mesma ideia;
  • Carga de imposto pesada para importação de equipamento;
  • Burocracia governamental;
  • Softwares caros;

Como podem ver anotei com SWOT o que eu percebi de meus clientes e como os aconselhei. Você pode fazer uma auto avalição, de sua equipe, de sua emrpesa, removendo do canvas (o que não for relativo diretamente a seu projeto) ou espelhando do canvas o que é importante observar (e é uma interseção entre o projeto e você/equipe/empresa).

Como pretendo fazer?

Eu gosto de partir para este ponto, pois identificar as ações que contribuirão na execução do projeto impacta diretamente na relação que tenho com meu cliente.

Pergunto o que ele tem de recursos tecnologicos, como ele irá atuar no projeto, se ele já possui algo pronto, se ele tem documentado o projeto, quais softwares ele já tem, quais equipamentos tem, infraestrutura.

Pergunto também sobre os processo envolvidos no que ele deseja fazer, ele quer desenvolver um software para cursos EAD, pergunto como será o planejamento das aulas, a participção ou não de professores e tutores externos, entre perguntas que vão lhe induzir e ensinar como pretende fazer.

Pergunto também se ele já tem alguma parceria estabelecida e como ela impacta no projeto.

Veja que ai tais perguntas já ajuda a preencher os três blocos pertecentes a seção “Como?”.

Os blocos são:

Parcerias Principais

Por exemplo o cliente que me contrata me tem como um parceiro, e isso já é um custo que ele vai tratar lá na seção “Quanto? então que tal usar um Post-It vermelho, para relacionar com custo?

Outro exemplo de parceria principal, seria uma faculdade se estiver com um projeto ligado a uma Startup, no caso esta parceria não tem custo algum, sugiro usar um Post-It verde, apenas uma sugestão.

Um colega que seja especialista em Midias Sociais, pode contribuir com seu projeto, é um parceiro importante, você pode por exemplo identificar esta parceria com um Post-It azul assim você pode relacioanr esta parceria com os meios de divulgação que são identificados no Grupo Canais na seção Para quem?.

Relação com o Cliente

Vamos agora para o outro lado do Canvas, na seção do Para quem no quadro Relação com o Cliente

Escolho este quadro porque raramente os jovens empreendeores pensam emcmo vão relacionar com seus clientes, pensam neles como sendo seus amigos, mas nem todos os clientes pessam iguais e usam as mesmas formas de comunicação e lingaugem.

Então pense nas formas de se relacionar com clientes não conhecidos, e quando identificar bem seus clientes, atualize este quadro quantas vezes julgar necessário.

Se for um software, se este software irá funcionar só na WEB em um site ou portal, se será um software instalavel no celular ou no computador.

Seguimento de Clientes

O Seguimento de clientes é o quadro que identifica o tipo de cliente que prentende atingir, faixa etária, idiomas, regiões do pais, até mesmo carater político ou religioso dependendo da atuação.

Se uma campanha política principalmente ou outros tipos de produto que pode estar direcionando a um grupo social, a um determinado genero, etc.

Quais são as atividades executadas?

Bem voltando a seção Como?, vamos refletir um pouco como faremos para atingir as propostas de valores de seu projeto, é importante observar que conforme a natureza do projeto o “como” vai tomando ações especificas.

Vejamos então o que fazer com o bloco Atividades.

Neste bloco procure definir quais atividades são diretamente relacionadas ao sua proposição de valor, não foque em questões administrativas e também custos, os custos tem um bloco especifico para tal, já as questões administrativas são inerentes a todo projeto, empresa ou ação social e política. A não ser que as ações adminsitrativas tenha um grande diferencial impactante.

Veja se você tiver dificuldade de identificar quais atividades devem ser desenvolvidas para atingir sua proposição de valor, isso é uma Fraquesa, anote isso no seu SWOT, e preocure assim identificar oportunidades no SWOT que possam corrigir tal situação. E procure tescer parserias para que mendigue tal fraquesa, e assim aumente as chances de sucesso de seu projeto, e anote as possíveis parcerias com uma cor que identifique adequalmente tal parceria e sua relação com a atividade que precisa ser feita.

Conclusões?

Bem, está faltando ainda muita coisa, mas já é um inicio, a ideia é ajudar a dar o primeiro passo e vencer a resistência, e como o Canvas é um organismo vivo, e vai amadurecendo com a reflexão sobre o projeto e a confeção do Canvas, este artigo também será feito aos poucos e se surgem dúvidas eu posto por aqui mesmo.

Abraços.

Fontes e Referências

Conforme vou escrevendo vou buscando na internet informações para solidificar o que penso, e assim não ficar apenas como sendo algo que digo da boca para fora, mas sim algo que aprendi, vivi e as vezes baseei em conceitos de terceiros, ou mesmo apenas para lembrar de algo para ter uma melhor qualidade no escrito.

Segue abaixo algumas fontes:


Carlos Delfino

Escrito por:

Desenvolvedor e consultor para projetos com Microcontroladores e Mobile

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em