… Mudar de mim mesmo tão completamente que no final mal seria reconhecido como a mesma pessoa …

Todos nós censuramos as distinções de classes, mas poucos desejam seriamente aboli-las. Ai se chega ao importante fato de que toda opinião revolucionária extrai parte de sua força da convicção secreta de que nada pode ser mudado … O fato que precisa ser enfrentado é que abolir as distinções de classe significa abolir uma parte de si mesmo. Aqui estou eu, um típico membro da classe média. É fácil para mim dizer que quero ficar livre das distinções e classe, mas quase tudo que penso e faço é resultado dessa distinções. Todas as minhas noções - de bem e mal de prazeroso e desagradável, de alegre e sério, de feio e bonito - são essencialmente noções de classe média; meu gosto por livros, comida e roupas, meu senso de honradez, até os movimentos característicos do meu corpo são produtos de um tipo especial de criação de um nicho especial situado mais ou menos no meio da hierarquia social.

Texto de George Orwell escrito em 1937. Retirado do Livro de Slavoj Žižek, Problema no Paraíso - Do fim da história ao fim do capitalismo.


Carlos Delfino

Escrito por:

Analista de Redes Windows e Linux, Analista de Desenvolvimento em diversas linguagens, incluindo para Microcontroladores, Consultor, mais de 20 anos de experiência no mercado de TICs

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em