O Governo diz que os investimentos da copa não interferiram nos investimentos em outros setores como saúde e educação, eu acredito. Até mesmo porque é tão pouco o investimento nestes setores que realmente a interferência deve ser tão pequena que vale ser ignorada.

Eu estou como meus colegas, cansado de falar, já vi que não adianta nada, o governo faz o que quer como lhe convém, o povo busca suas soluções como podem.

Alguns postam no Facebook apenas memes, outros como eu escrevem seus pensamentos, outros vão para as ruas e levantam bandeiras, até pintam o rosto, já outros mais agressivos até colocam fogo nos ônibus.

Aproveitando este tópico sobre colocar fogo nos ónibus, quero dizer não sou a favor de vandalismo generalizado e saques, quando defendi o ato bárbaro, e como alguns disseram infantil de incendiar tais ónibus, bem sem ficar dando nomes a atitude destas pessoas, é fundamental analisar e vivênciar por algum instante a vida destas pessoas. Eu por exemplo não teria nunca coragem de por fogo o depredar algum bem seja publico ou privado, por mais ódio que este me provoque.

E olha o governo parece que está realmente provocando ódio nas pessoas, é muito pouco caso, voltando a copa, a proporção e qualidade dos investimento que foram feitos neste evento, perto do que é feito em outros setores é desrespeitoso.

Vou tentar uma analogia e espero que seja feliz, é como construir uma garagem automática em minha casa, e logo em seguida uma bela sala de estar com TV de 50 polegadas, ambiente totalmente climatizado, sem sequer eu ter um carro, e poder manter TV por assinatura, além de deixar minha cozinha e banheiro sem reformas e condições de uso adequado. E depois ficar justificando que um bom fogão, geladeira e sanitários modernos são muito caros e a manutenção muito cara.

Bem, o que me questiono agora, é a quem pertence nosso pais, quantas vezes não disse que somos uma colônia? quando “descobertos” por Portugal levaram minerais e preciosidades de nossa terra, o que até onde sei ainda é levado porque não detemos totalmente as tecnologias para tal produção, ainda mais de produtos como os necessários para eletrônica, as telecomunicações, e nem vou dizer da energia nuclear, que muitos falam mau, mas agente precisa pelo menos domina-la, já que será ela que nos colocará em corridas especificas por uma sustentabilidade no passar das gerações.

Eu vejo e sinto o desprezo e deboche de pessoas que dizem amar nosso pais, mas não os vejo fazer nada pela sociedade como um todo, seus atos são egoístas e para beneficio próprio e quando além de seu umbigo, são atos que beneficiam seu grupo exclusivamente.

eu vejo outros solitários tentando fazer ações que podem ser replicadas por todos, mas não ações que viabilizem a replicação por quem realmente precisa.

E me parece tudo tão repetitivo, sem solução, sei que os muitos irão dizer que devo me conformar, que é bobagem se preocupar, outros dirão que é a vontade de Deus, e outros baterão seus ombros como se não se importa-sem, mas ao virarem olharam por debaixo de suas sobrancelhas, com tristeza por lhes faltar coragem, fora os que guardam rancor por terem sido atingidos, mas não terem tido força para lutar.


Carlos Delfino

Escrito por:

Analista de Redes Windows e Linux, Analista de Desenvolvimento em diversas linguagens, incluindo para Microcontroladores, Consultor, mais de 20 anos de experiência no mercado de TICs

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em