Ao Instalar o QEMU é preciso observar alguns detalhes, nada complexo, porém são detalhes de suma importancia para o seu bom uso.

Configurando o Workspace

O Workspace não precisa de muitas configurações mas a mais importante e que evita muitos transtornos é quanto a interpretação dos caracteres exibiveis como letras acentuadas, caracteres especiais, em especial aqueles que estão fora da tabela ACII padrão, usaremos no nosso projeto e sugiro que sempre usem a página de código UTF-8.

Além da página de código é preciso cuidar também da finalização das linhas, já o windows e outros sistemas operacionais lidam diferentemente de como finalizar uma linha.

Veja que o ideal é usar o formato do Unix, sendo apenas um caracter de controle ao ao final da linha.

Veja na janela abaixo como alterar estas configurações, selecione a janela clicando na arvore de preferências em “General”, “Workspace”, caso as opções “Text file encoding” e “New text file line delimiter” não apareçam role a tela.

Apos finalizar a mudança clique no botão Apply, não precisa fechar a jenala ainda, vamos a próxima configuração.

Formatação

Não que formatação impacta no desempenho do código ou em bugs, mas sem dúvida ajuda a evita-los, porque?

Porque a Equipe adota sempre o mesmo layout de código e assim a escrita fica mais rápida e o programador se sente mais seguro na nomeclatura usada, não consunde variáveis, identificar melhor os blocos de comando e estruturas de código.

Sem falar que reduzir o retrabalho na formatação quando enviado de um programador para outro através do sistema de versionamento.

Não há uma regra única, não á uma verdade única sobre o melhor forma de se formatar um código, isso deve ser negociado com sua equipe.

Para nosso trabalho, por hora ficamos determinados a usar a formatação GNU para código, assim se viermos a trocar código este será o formato que usaremos no final quando depositarmos nosso código no Repositório de versionamento.

Abaixo está a tela de pparametros/preferências do Eclipse para seleiconar a formatação a ser usada, para chegar a ela, siga a arvore de parametros até “Formater” que está em “C/C++”

Ao finalizar clique no botão Apply, não precisa fechar a jenela.

Configurando alguns detalhes do editor

No editor a configuração mais importante é quantos caracteres udar na tabulação e e qual caracter usar, veja que algumas linguagens são senciveis ao uso do tab a padronização da quantidade de espaço para identação. Porém o C e o C++ não são, fazemos isso apenas por efeito de formatação e evitarmos retrabalho quando enviarmos para o sistema de versionamento.

Usaremos apenas 4 caracteres para a tabulação, e usaremos o espaço no lugar do caracter de controle TAB, Faça isso mudanod o valor na caixa de texto “Dsiplayed tab width” e selecione a opção “insert spaces for tabs”

Para eveito de formatação procure também limitar as linhas a 80 colunas, caso negocie com a equipe um tamanho maior não há problema, em nosso workshop usaremos apenas 80 caracteres.

Veja na tela abaixo tais alterações, para chegar nesta janela selecione na arvore “Text Editors” dentro de “General”.

Não feche a janela, apenas clique em Apply.

Indexação do código

O código fonte é indexado pelo eclipse para que se possa ter o recurso autocompletar e algumas indicações de erro de digitação atualizados, para que a indexação ocorra adequadamente, marque a opção “Use active build configuration” na caixa “Build configuration for the indexer” que é exibida na tela “Indexer”, quando selecionada na arvore de parametros “C/C++”, “Indexer”.

Clique no botão Apply para aplicar e em seguida clique em OK para fechar a janela.


Carlos Delfino

Escrito por:

Analista de Redes Windows e Linux, Analista de Desenvolvimento em diversas linguagens, incluindo para Microcontroladores, Consultor, mais de 20 anos de experiência no mercado de TICs

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em