Você gostou do post,
concorda com minhas ideias,
quer mais?
Curta o post no final da página, use o Disqus, compartilhe em sua rede social. Isso me ajuda e motiva, trazendo cada vez mais conhecimento, resumido e prático. Obrigado.

A tarefa mais difícil para um profissional autônomo ou profissional liberal é cobrar pelos serviços prestados. Ou melhor: Quanto cobrar?. Definido o valor do serviço, muitas vezes os clientes questionam o valor apresentado. Por vezes o valor cobrado por um serviço pouco trabalhoso (fisicamente falando); poderá ser bem maior que o valor cobrado por um serviço mais complexo e demorado. O preço nem sempre deve ser medido pelo esforço ou grau de dificuldade empenhados no trabalho ou na solução do problema. A remuneração do profissional deve ser equivalente ao benefício recebido pelo contratante.

Afinal, qual é o valor do nosso trabalho?

Quanto vale a solução do seu problema?

Um especialista foi chamado para solucionar um problema em um computador de grande porte e altamente complexo… um computador que valia algumas centenas de milhares processava quantias muito mais valiosas!

Sentado em frente ao monitor, o especialista pressionou algumas teclas e balançou a cabeça, murmurou algo para si mesmo, entrou em alguns diretórios desconhecidos e editou um arquivo, ajustando um ou dois valores; desligou o computador. Então, ligou o computador novamente e verificou que tudo estava funcionando perfeitamente.

O presidente da empresa se mostrou surpreendido e ofereceu pagar a conta no mesmo instante:

Quanto lhe devo? - perguntou.

São R$ 600.00 (Seiscentos Reais), por favor. - Disse o especialista.

Seiscentos Reais? Seiscentos Reais por alguns minutos de trabalho? Seiscentos Reais por editar um arquivo? Eu sei que meu computador vale algumas centenas de milhares de reais, que meu negocio depende inteiramente dele, pois todos os processos financeiros e de mercado passam por ele, mas Seiscentos REais é um valor absurdo! Pagarei pelo seu serviço somente se receber uma nota fiscal com todos os detalhes que justifique tal valor.

O especialista concordou balançando a cabeça afirmativamente e saiu.

Na manhã seguinte, o presidente recebeu a nota fiscal, leu com cuidado, balançou a cabeça e saiu para pagá-la, no mesmo instante, sem reclamar.

A nota fiscal dizia:

Serviços prestados:            

* Editar um Arquivo ........................ R$   20.00

* Anos de estudo Técnicos e Científicos, 
  sabendo exatamente qual arquivo, 
  quais parâmetros e valores adequados 
  para sanar o problema definitivamente 
  ........................................... R$  580.00

TOTAL ....................................... R$  600.00

Perplexo, o diretor da empresa se viu constrangido por não reconhecer que contava com um profissional especializado, que dedicou anos de estudos para se qualificar a executar com precisão e responsabilidade o trabalho executado.

Pagou então o serviço executado.

(Autor desconhecido)

Tal texto já foi contato em outras épocas como a “Parábola do Parafuso do Návio” ou “Metáfora do Návio, o especialista era um mecânico que sanava o defeito no návio, com uma rápida martelada em um parafúso que travava um registro, impedia o návio de dar partida em seu motor.

Você gostou do post,
concorda com minhas ideias,
quer mais?
Curta o post no final da página, use o Disqus, compartilhe em sua rede social. Isso me ajuda e motiva, trazendo cada vez mais conhecimento, resumido e prático. Obrigado.

Carlos Delfino

Escrito por:

Desenvolvedor e consultor para projetos com Microcontroladores e Mobile

Google LinkedIn Digg Reddit StumbleUpon

Atualizado em